Buscar
  • Luciana Corrêa

Empreendendo na Confeitaria (atendimento ao cliente)❤



Neste blog falamos sobre alguns temas:

Se você ainda não viu nossos posts anteriores, vale a pena entrar nos links sugeridos acima!

Acrescentamos um outro tema ligado ao nosso universo:

  • Empreendendo na Confeitaria (com histórias para contar!)

Mas antes de começar, veja no link do site o resumo de minha história mais recente como confeiteira e empreendedora em minha atual empresa, a Luciana Corrêa – Mixing things with Love.


Bom sempre falar que tudo o que coloco aqui nestes posts sobre empreendedorismo não são uma receita de bolo, também não é uma história de sucesso do tipo “vejam como venci” e, está longe de ser um exemplo de negócio. Não. O que deixo aqui são ideias, questionamentos, minha visão como empreendedora e como confeiteira. Apenas isso...


Espero que gostem!



Vamos então falar sobre atendimento ao cliente?


Neste post vamos comentar alguns pontos de nossas experiências com o atendimento aos clientes, onde consideramos muito importante três etapas desta relação:

  • a pré-venda,

  • a entrega e

  • o pós-venda.

Consideramos a etapa do pré-venda, o momento em que o cliente chega até nós e tem um “problema” para ser solucionado. É uma etapa importantíssima!! É neste momento que temos a oportunidade de mostrar que nosso produto irá atendê-lo com satisfação garantida! E essa satisfação, muitas vezes, não está relacionada só com o sabor e a beleza do produto, nem somente com a rapidez, o custo ou a qualidade dele. Muitos pedidos vêm com uma história contada por ele, pelo cliente... E é neste momento que a intervenção faz toda a diferença para atender esta demanda emocional que chega com o pedido. Já recebemos pedidos muito amorosos de mães tentando ajudar filhos que estavam tristes ou doentes, namoradas querendo reconquistar namorados ou amantes, pessoas contando suas histórias através do bolo. Cada bolo vem com uma história diferente e isso é bem bacana de se ver!


Vamos comentar sobre uma delas!


Quando ainda atendíamos pedidos personalizados com a pasta americana, recebemos um pedido bem peculiar. O bolo era para comemorar o aniversário do porco de estimação de um casal. O detalhe marcante era que o pequeno animalzinho era de pelúcia. Sim! Um boneco tratado com o maior carinho pelos donos, tal qual uma criança, um filho! A empolgação do casal era tanta que recebíamos ao longo da semana que antecedeu a entrega muitas fotos da rotina do porquinho: ele no banho, ele tomando sorvete, ele passeando. O bolo foi um sucesso, até foto do porquinho “comendo” o bolo recebi depois!



A etapa da entrega ou "delivery" é muito comum nos dias de hoje, principalmente em cidades enormes e cheias de trânsito como São Paulo. Com a pandemia tornou-se essencial! A grande maioria de empresas oferecem seus produtos com entrega e isso facilita e atrai mais clientes. Conosco não é diferente. Esta demanda, a das entregas, veio mais e mais através de nossos clientes e não tivemos outra alternativa que não entregar os bolos e as Pavlovas.


Ao longo desses anos trabalhando como confeiteira tivemos inúmeras passagens durante as entregas: umas engraçadas, outras divertidas e ainda outras um tanto estressantes. A grande maioria dá super certo e corre tudo bem, mas algumas delas renderam boas histórias para contar. Olha lá, mais uma vez, as histórias pintando por aqui! Vamos comentar sobre algumas delas...


Ainda na época que trabalhávamos com os bolos com pasta americana, recebemos dois pedidos distintos. O primeiro bolo era: uma cama, toda bagunçada, com meias jogadas, pizza, resto de bebida, roupas amarrotadas e um cara barrigudo deitado nela. A cliente era a mãe, o bonequinho no bolo era o filho... O segundo bolo era: um rapaz com uma corda no pescoço segurando uma plaquinha escrita: eu aceito! A cliente era a namorada e o bonequinho, o namorado de 17 anos. Ao fazermos o delivery dos dois bolos, ambos foram recebidos pelos próprios homenageados que, surpresos e tímidos, arregalaram os olhos e agradeceram o “presente”! Nesta hora pensei: eu não tive culpa, desculpe a mensagem subliminar contida neste bolo...



O pós-venda é o momento de ouvir o que o cliente tem a dizer sobre a totalidade do serviço. Ele falará não só sobre o resultado final, o bolo em si e a repercussão de nosso produto e serviço em sua comemoração, mas também falará sobre toda a experiência que teve com a empresa. Esta etapa traz muito conteúdo para aprimorar o trabalho ou para seguir em frente mantendo a mesma qualidade.

Mandamos um WhatsApp alguns dias depois da entrega deixando a cliente expressar qualquer apontamento que queira. Já ouvimos de tudo: desde elogios sem fim, até críticas construtivas, desabafos, sugestões, dicas, maneiras para aprimorarmos e crescermos. É muito bacana ouvir o que o cliente tem a dizer, por mais que não seja satisfatória ou que não concordemos com aquilo. Vale a pena apostar nesta etapa!



Bom, acho que é isso! Mandem por favor, nos comentários abaixo, o que estão achando desses posts.


Obs: as fotos deste post são de banco de imagem.

Luciana Corrêa – Mixing things with Love

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo