top of page
Buscar
  • Luciana Corrêa

Baba au Rhum ❤ (com receita)




Olá, tudo bem por aí? Fazia tempo que não vínhamos aqui bater um papo sobre assuntos que adoramos, não é mesmo? Vamos então de receita antiga? O nome dela é: Baba au Rhum e está cheia de histórias para contar!


Baba au Rhum é uma daquelas iguarias inesquecíveis que adoramos pesquisar. Encontramos muitas referências que envolvem esta sobremesa, entre elas, histórias que falam de: reis, rainha, chef pâtissier, países diversos, livro famoso e até uma outra sobremesa como referência. Olha só quanta riqueza de detalhes, quanta vida, quantos séculos e história que envolvem a receita do Baba au Rhum! E são justamente essas receitas que mais nos chamam a atenção, pois sobreviveram ao tempo, aos acontecimentos e, ainda hoje, são apreciadas por muitos, em muitos países.


Porém, é bom que se diga, pesquisar uma receita antiga como esta não é tarefa tão fácil assim. Além de muitos detalhes que são perdidos com o tempo e de muitas histórias que são inventadas trazendo um certo folclore a receita original, existem variações da receita que ocorrem de acordo com cada pessoa que faz, no país que está, com os ingredientes disponíveis e conforme o costume de cada lugar.


Dito isto, vamos à história!



Começamos lá no século XVIII com o rei deposto da Polônia, Stanisław Leszczynski (1677-1766), que se tornou Duque de Lorena (França) a partir de 1737.


Seu chef patissier, ou seja, o confeiteiro que trabalhava em sua cozinha era o francês Nicolas Stohrer. Mais tarde este mesmo chef  foi trabalhar para a filha do rei, Marie Leszczynski que era esposa do rei francês Louis XV.


Dizem, que Stanislaw pediu ao chef para preparar o Kouglof cake (bolo típico da Áustria, sudeste da Alemanha, Suíça e também da Alsácia, França), com mais umidade, já que era um bolo um pouco seco.


Kouglof cake é um bolo tipo brioche feito na forma bundt (forma com o furo no meio) e leva, em algumas receitas, passas.


Algumas referências falam que, a princípio, o chef colocou o vinho Málaga no bolo para trazer umidade e que depois passou para o rum, embebendo o bolo em uma mistura a base de rum. Daí surgiu o Baba au Rhum, dessa adaptação da receita do Kouglof cake.


Em nossas pesquisas encontramos uma história a respeito da origem do nome Baba au Rhum. Dizem que Stanislaw apreciava a história de “Ali Baba e os Quarenta Ladrões” (famosa história do folclore árabe, parte das ‘Mil e Uma Noites’) e por isso batizou a invenção de Nicolas com este nome. Será?


Nicolas Stohrer abriu em 1730 sua confeitaria em Paris que permanece até hoje, como a mais antiga confeitaria da cidade, e vendendo deliciosas iguarias como o Baba au Rhum entre outras!


Não podíamos deixar de testar uma receita de Baba au Rhum! E, para nossa surpresa, sim, ela ‘entrega’ tudo o que promete!


Nós adoramos o sabor, a textura e o aroma... 





Receita de Baba au Rhum testada e aprovada!

 


Ingredientes:


Para a massa:

- 1 pacote (10g) de fermento biológico seco

- 120ml de água morna (aproximadamente 45°C)

- 375g de farinha de trigo

- 50g de açúcar refinado

- 1 pitada de sal

- 4 ovos em temperatura ambiente

- 115g de manteiga sem sal, amolecida

 

Para a calda:

- 240ml de água

- 200g de açúcar refinado

- 180ml de rum

 

Para servir (opcional):

- Chantilly

- Frutas frescas

 

Modo de Fazer:

1. Em uma tigela pequena, dissolva o fermento na água morna. Deixe descansar por cerca de 5 minutos até que fique espumoso.

 

2. Em uma tigela grande, misture a farinha, o açúcar e o sal. Faça um buraco no centro e adicione os ovos e o fermento ativado. Misture até formar uma massa. Em seguida, incorpore gradualmente a manteiga amolecida, misturando até que a massa fique lisa e elástica. Ela ficará bastante pegajosa.

 

3. Transfira a massa para uma tigela levemente untada, cubra com filme plástico ou um pano de prato limpo e deixe fermentar por cerca de 1 hora ou até dobrar de tamanho.

 

4. Enquanto a massa fermenta, unte e enfarinhe formas para cupcake. Você também pode usar o spray desmoldante. Rende 12 unidades de Baba.

 

5. Deixe a massa crescer novamente por cerca de 30 minutos.

 

6. Pré-aqueça o forno a 175°C. Asse os Babas por 15-20 minutos, ou até que estejam dourados e cozidos por dentro. Retire-os do forno e deixe esfriar um pouco nas formas antes de transferi-los para uma grade de resfriamento para amornarem.

 

7. Em uma panela, misture a água e o açúcar. Leve ao fogo e deixe ferver, mexendo até que o açúcar esteja dissolvido. Retire do fogo e acrescente o rum.

 

8. Enquanto os Babas ainda estiverem mornos, coloque-os em uma travessa rasa e despeje a calda de rum sobre eles, deixando-os embeber por pelo menos 1 hora, ou até que tenham absorvido a calda.

 

9. Uma vez que os Babas tenham absorvido a calda, você pode servi-los com chantilly e frutas frescas, se desejar. Aproveite!



Espero que tenha gostado desse post! Testa em casa e depois deixa um recadinho por aqui.


Luciana Corrêa – Mixing things with Love

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page