top of page
Buscar
  • Luciana Corrêa

Torta Dobos ❤ (com receita)

Atualizado: 16 de set. de 2022



Olá! Como você está? Por aqui, tudo caminhando bem!


Neste post vamos falar sobre uma torta (ou bolo...) muito famosa e tradicional em seu país de origem! Já ouviram falar dela?


A torta Dobos ou também conhecida como Dobosh, foi criada por volta de 1884 pelo chef confeiteiro Jozsef C. Dobos, proprietário de uma delicatessen em Budapeste, na Hungria.

Os historiadores contam que, após vários experimentos, Dobos criou um bolo em camadas bem finas, alternando pão de ló de baunilha com creme de manteiga de chocolate. Este creme de chocolate envolve todo o bolo e, no topo, uma camada final de pão de ló coberto por caramelo selando e finalizando a decoração da torta. Quanto ao número de camadas da torta Dobos, em alguns lugares falam em 5, em outros 6 ou 7 camadas, não há um consenso. A lateral da torta é decorada com o creme de chocolate e frutas secas moídas: nozes, amêndoas ou avelãs. As diversas camadas dentro da torta são bem finas e teriam um propósito: ajudar a manter sua forma durante o transporte. Dobos também buscou criar um bolo que tivesse longa durabilidade.


O resultado é um bolo fabuloso e bastante úmido que pode parecer muito mais simples do que outros bolos da época, mas tem um sabor delicioso de chocolate rico e amanteigado, caramelo e frutas secas!


Satisfeito com sua obra-prima, o chef József C. Dobos apresentou sua criação, a torta Dobos, na Exposição Geral Nacional de Budapeste em 1885. Ela foi experimentada, testada e degustada por, ninguém menos que, o casal imperial Franz Josef I e Elisabeth (Sissi), rei e rainha da Hungria. Inovadora, deliciosa e aparentemente aprovada pelas altezas reais, a torta Dobos continua a ganhar popularidade dentro e fora da Hungria, onde ainda hoje pode ser encontrada em muitos cafés típicos.


A receita da torta Dobos foi mantida em sigilo até 1906, quando József C. Dobos se aposentou e passou a receita original para os Gingerbread Makers e Budapest Confectioners.


Ao pesquisarmos sobre a torta Dobos, encontramos muitas variações quanto a sua decoração, a receita em si e o número de camadas de pão-de-ló. Uma receita tão antiga como esta e tendo feito tanto sucesso como na época, certamente foi repetida inúmeras vezes por confeiteiros de toda parte, ao longo dos anos. Cada um deles, certamente, imprimiu a sua interpretação da Dobos original e, com isso, a receita vai aos pouco apresentando variações. Esta torta ainda hoje é encontrada em confeitarias. Veja abaixo uma de suas receitas.


Photo by Aya Brackett



Torta DOBOS


A receita abaixo foi retirada do site Taste Hungary. Testamos e aprovamos!


INGREDIENTES PARA O BOLO:


6 ovos, separados

275 gramas de açúcar de confeiteiro

1 colher de chá de extrato de baunilha

1 xícara de farinha de trigo

1 pitada de sal


PARA O RECHEIO:


4 ovos

200 gramas de açúcar

1 colher de chá de baunilha

200 gramas de manteiga sem sal

300 gramas de chocolate amargo derretido

1 colher de sopa de cacau em pó


PARA A COBERTURA:


150 gramas de açúcar

3 colheres de água

2 colheres de chá de suco de limão


PARA DECORAR:


1 xícara de avelãs trituradas, opcional


MODO DE FAZER:


Pré-aqueça o forno a 200° C.


Trace o contorno redondo de 20 cm de diâmetro seis vezes em folhas de papel manteiga.


Para fazer a massa do bolo:


Em uma tigela grande, bata as gemas, metade do açúcar e a baunilha em alta velocidade, até que a mistura engrosse e fique com uma cor amarelo pálido. Deve demorar entre três e cinco minutos.


Em outra tigela grande, bata as claras em neve com o restante do açúcar até alcançar picos duros e brilhantes.


Misture cerca de um quarto da mistura de clara de ovo à mistura de gema e, em seguida, coloque o restante, até que esteja tudo misturado. Peneire a farinha e o sal juntos, adicione ao creme (cuidado para não misturar demais a massa).


Cada uma das seis camadas de bolo precisará ser assada separadamente. (Obs: em nosso teste, assamos todas juntas.) Usando uma espátula, espalhe um sexto da massa no papel em uma camada uniforme. Asse na prateleira superior do forno, por aproximadamente 7 (sete) minutos até dourar levemente. Quando o bolo estiver pronto, deixe esfriar e retire o papel. Repita com as outras cinco camadas. Usando uma assadeira ou prato do mesmo tamanho dos bolos, apare as bordas de cada bolo para que fiquem uniformes.


Para fazer o recheio de chocolate:


Em uma tigela, em banho-maria, bata os ovos com o açúcar até que a mistura fique leve e espumosa (cerca de cinco minutos). Retire do fogo, adicione a baunilha e continue a bater até que a mistura esfrie. Em uma tigela separada, bata a manteiga até ficar fofa. Adicione o chocolate derretido (morno) e continue batendo até misturar. Combine as duas misturas e misture o cacau em pó. Leve a geladeira para este creme encorpar e ficar com uma textura mais firme e cremosa (cerca de 1 hora).


Para montar o bolo:


Reserve a camada de bolo mais bonita para o topo e reserve. Espalhe cerca de um sexto do glacê uniformemente sobre uma camada de bolo, cubra com outra camada de bolo e repita até que cinco das camadas estejam cobertas com glacê e empilhadas. Leve à geladeira e reserve a cobertura restante para a borda do bolo.


Para fazer a cobertura de caramelo:


Coloque a camada de bolo reservada em uma assadeira forrada com um pedaço de papel manteiga. Coloque o açúcar, a água e o suco de limão em uma panela pequena e leve para ferver, em fogo médio-alto. Mexa frequentemente até que todo o açúcar derreta. Continue fervendo, sem mexer, até que o caramelo fique cor de âmbar, girando a panela de vez em quando para pegar os cristais de açúcar nas laterais.


Tenha uma espátula deslocada e uma faca afiada prontas, pois você precisará trabalhar rápido antes que o caramelo endureça! Quando o caramelo estiver cozido, despeje imediatamente sobre a camada de bolo. Use a espátula para espalhar uniformemente. Quando começar a endurecer, mas antes de endurecer, corte a camada de caramelo em 12 fatias iguais. Deixe-os esfriar completamente. Disponha os pedaços em cima do bolo e espalhe a cobertura restante ao redor da borda do bolo.


Obs: o tempo do endurecimento caramelo no bolo é bem difícil de acertar. Fique atento!


Abaixo, o nosso teste dessa incrível receita!



Opcional: Você também pode colocar um pouco da cobertura ao redor da borda superior, adicionar algumas rosetas usando um saco de confeitar e espalhar as avelãs trituradas nas laterais.


Veja o vídeo da receita!



Se você gostou desse post curta e compartilhe com seus contatos!


Luciana Corrêa - Mixing things with Love

"porque adoramos misturar de tudo um pouco"

141 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page