Buscar
  • Luciana Corrêa

Quem adora Soufflé?❤ (com receita)




Olá, tudo bem com você? Já esteve por aqui recentemente? Então já sabe que estamos sempre buscando receitas com história para contar!


Estas lindezas percorreram o tempo, estiveram nas mais variadas mesas, foram provadas e aprovadas por uma infinidade de paladares e, ainda assim, chegam aos dias de hoje com a mesma graça e majestade! Não são incríveis?


Não deixe de conferir as demais histórias que postamos neste blog, elas são massa!

A receita antiga deste post é o soufflé... quem ama?


"Soufflé", palavra de origem francesa, também é muito usada em outras partes do mundo. Em inglês pode ser traduzida como "puffed up" que significa "inchado" e casa muito bem com este bolo que infla até sobrepujar a forma.

O soufflé ou suflê pode ser doce ou salgado, quente ou frio e pode ser feito com uma variedade enorme de sabores. A base de ingredientes usados é sempre a mesma: ovos, farinha, manteiga, leite, sal ou açúcar e o ingrediente que dará sua personalidade. É um prato relativamente barato, dependendo dos ingredientes extras que serão colocados. É simples de se fazer, basta seguir a técnica exata! O soufflé tem suas peculiaridades, uma delas é que ele cresce lindamente quando está dentro do forno e abaixa (ou murcha) logo que sai, sentindo o choque de temperaturas. Deve, portanto, ser feito com pouquíssima antecedência e logo levado a mesa para que todos seus convidados olhem admirados e falem: "ohohoho que maravilha!".

Esta sobremesa nasceu na França, no século XVIII e a primeira receita de soufflé surgiu no livro: Le Cuisinier Moderne, em 1742, de Vincent La Chapelle, chef francês muito famoso na época.


Chef Marie-Antoine Carême, pai da alta gastronomia francesa, foi o responsável pelo aperfeiçoamento e popularização do soufflé, publicando sua receita no “Le Pâtissier Royal Parisien” em 1815. Ele desenvolveu muitos sabores de soufflé e, à medida que o tempo passava e o soufflé se popularizava, as variações aumentavam.


Em 1903 Auguste Escoffier publicou “Le Guide Culinaire”, codificando as receitas clássicas da culinária francesa, onde mais de 60 variações de soufflé eram de uso comum, com versões que incorporavam ingredientes tão variados como: queijo parmesão, foie gras, escarola, faisão, violetas, amêndoas e chá.


Uma curiosidade cinematográfica...


A cena de cinema com a cativante de Audrey Hepburn em uma escola de culinária parisiense no filme “Sabrina” de 1954. Na história, o chef master a humilha (e a quase todos...) ao criticar seus esforços fracassados ​​de fazer o soufflé. Ele diz: "Muito baixo; muito alto; muito pesado; desleixado". Hepburn suspira para seu amigo francês, cujo soufflé é perfeito: "Não sei o que aconteceu." Ele explica que ela se esqueceu de ligar o forno! “Sua mente não tem estado na cozinha. Está em outro lugar. Mulher feliz e apaixonada, queima o soufflé. Uma mulher infeliz no amor, se esquece de ligar o forno”.


Veja a cena!



Existem inúmeros sabores de soufflé disponíveis em livros ou pela internet. Aqui daremos uma receita testada e aprovada de soufflé de goiabada com calda de requeijão.


Vale a pena você testar em sua casa, é delicioso! Veja também o vídeo completo desta receita em nosso IGTV do Instagram.


Ingredientes:


Para o soufflé

2 colheres de sopa de manteiga sem sal, em temperatura ambiente

2 colheres de sopa de farinha de trigo peneirada

2 colheres de sopa de açúcar

1 xícara de chá de leite

3 ovos separados

1 xícara de chá de goiaba cremosa


Para a calda

250g de requeijão

4 colheres de sopa de leite


Modo de Fazer:


Para o soufflé

Unte com manteiga e açúcar uma forma própria para soufflé (Ramekin), de aproximadamente 20 cm de diâmetro ou 8 mini Ramekins. Pré-aqueça o forno a 180 graus Celsius.

Leve ao fogo baixo a manteiga e a farinha de trigo até se incorporarem. Vá adicionando, aos poucos, o leite e mexa por dois minutos. Desligue o fogo e adicione as gemas ao leite, lentamente, misturando sem parar. Acrescente a goiaba cremosa a essa mistura até que fique bem incorporada. Deixe esfriar.

Bata as claras com o açúcar até ficar claras em neve. Coloque as claras na mistura de goiabada e mexa delicadamente. Coloque nas forminhas ou, se preferir, em uma forma maior. Leve ao forno por, aproximadamente, 45 minutos.


Para a calda

Misture o requeijão ao leite e leve ao fogo baixo até que ambos se incorporem e vire uma calda. Derrame no soufflé assim que estiver já na mesa ou deixe em uma molheira para que cada um sirva em seu prato.


Espero que você goste, curta e compartilhe o nosso trabalho!


Luciana Corrêa - Mixing things with Love


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo