Buscar
  • Luciana Corrêa

Algo sobre felicidade ❤



Na palestra “Segredos do povo mais feliz do mundo”, Meik Wiking , autor de diversos livros e CEO do Instituto de Pesquisa sobre a Felicidade, falou em Londres, na organização Action for Happinesss https://www.youtube.com/watch?v=ofc-u0tp4x0


Nesta palestra ele fala que o termo tão genérico - Felicidade – é analisado, medido e pesquisado incansavelmente pelo seu instituto baseado em Copenhagen. Se os dinamarqueses são considerados o povo mais feliz do mundo e utilizam fortemente o Hygge em seu dia a dia, algo nos leva a ficar atentos também a todos os estudos que falam sobre Felicidade.

Nesta palestra Meik Wiking aponta as três perguntas que procuram responder no Instituto:


· Como medir Felicidade?

· Porque existem pessoas mais felizes do que outras?

· Como aumentar a qualidade de vida?


Estudar, analisar e medir Felicidade é algo tão complexo quanto genérico. Segundo ele, felicidade é um estado mental e emocional de bem estar que pode ser definido por emoções positivas e prazerosas entre contentamento e intensa alegria. Para estudar com mais eficácia deve-se desmembrar a Felicidade em muitas partes. Assim como, por exemplo, o tema Economia que também é um termo muito complexo e é possível estuda-lo analisando fatores como: desemprego, PIB, taxas, impostos etc, o autor traz três dimensões distintas para o estudo da Felicidade.


Vamos a elas!


1. Dimensão 1: chamada de Cognitiva. Onde você avalia sua vida sob o ponto de vista pessoal, o quanto você é feliz.

2. Dimensão 2: onde a pessoa avalia estados emocionais fazendo referência a tempo. “Ontem me senti assim...”

3. Dimensão 3: onde a pessoa analisa seu propósito de vida.


A interação destas três dimensões e o período de tempo do estudo fazem com que a Felicidade seja estudada e mais compreendida pelo instituto.



O autor também enumera 6 fatores que contribuem para alcançar Felicidade:


1. Relacionamentos e sensação de pertencimento,

2. Saúde mental e física,

3. Fatores financeiros,

4. Liberdade,

5. Equilíbrio entre vida pessoal e profissional,

6. Generosidade.


E você, o que pensa sobre todo este estudo? E sobre Felicidade?


Ferramenta mais concreta e didática, o conceito Hygge traz muitos exemplos de como vivenciarmos simples e prazerosos momentos e sermos indulgentes conosco, propiciando desta maneira oportunidades de se alcançar felicidade.

Uma curiosidade: a organização Action for Happinesss (citada acima) criou um calendário mensal muito bacana sobre auto-cuidado. Vale a pena conferir!!


Luciana Corrêa – Mixing Things with Love

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo