Buscar
  • Luciana Corrêa

História de Mil Folhas ❤ (com a receita)

Atualizado: 9 de jan. de 2021



O COZYnhar Club é nosso clube de culinária aos moldes de um clube do livro! Nós pesquisamos, conversamos sobre a receita e sua história e cozinhamos, virtualmente, cada participante em sua casa, pelo menos neste período de quarentena. Para saber mais sobre o clube acesse o link.


Neste terceiro encontro do clube fizemos o famoso mil folhas francês! A seguir, sua breve história...


Sabemos muito pouco a respeito da origem exata desta deliciosa sobremesa, mas ela é descrita em 1651 em um livro de culinária francesa de François Pierre De La Varenne, Le Cuisinier François. Nesta época a sobremesa era feita com marmelada e geleia.


Somente mais tarde outro chef francês, o renomado Marie-Antoine Carême (8 de junho/1784 a 12 de jan/1833) modificou e aprimorou a receita aos moldes que vemos até hoje. Este, que foi um dos maiores chefs de cozinha francesa da época e trouxe muitas contribuições a culinária, era conhecido como “o rei dos chefs e o chef dos reis”.


Existe um bolo russo chamado Napoleão que, dizem, não é em homenagem ao imperador francês, mas sim a uma cidade italiana Naples, que possui camadas de massa folhada e creme, e sua história se confunde com a história do mil folhas tradicional francês. Mas não são a mesma coisa!


Agora segue a receita que fizemos no dia do nosso encontro!


Mil folhas com creme de confeiteiro e frutas frescas



Ingredientes para a massa:

Vamos usar uma embalagem de massa folhada (marca AROSA) congelada semi-laminada. Tire do freezer 1 hora antes de começar.


Ingredientes para o creme de confeiteiro:

2 xícaras de leite integral

1 xícara de açúcar

4 gemas peneiradas

2 colheres rasas de maisena

2 colheres rasas de farinha de trigo

1 colher de sopa de essência de baunilha

1 toque de licor de laranja (a gosto)


Frutas para decorar:

Você pode usar framboesa, morango, amora, blue berry ou outra da sua preferência. Raspas de limão para finalizar.


Açúcar gelado para polvilhar em cima.


Modo de Fazer:

Pré-aqueça o forno a 180º antes de começarmos.


Vamos iniciar pela massa.

Com ela já descongelada, mas ainda fria, vamos abrir a massa com o rolo de macarrão. Não esqueça de enfarinhar a superfície.

Faremos retângulos iguais de 8 x 4 cm. Caso não queira fazer muitos (rende bastante), faça pelo menos 12 retângulos iguais. Guarde na geladeira o restante da massa para usar em outra oportunidade.

Fure com garfo cada um dos retângulos.

Coloque-os em uma forma em cima de papel manteiga.

Cubra-os com outro papel manteiga, coloque outra forma pressionando cada retângulo. Isso fará com que cada retângulo não cresça ao ser assado.

Leve ao forno até que fiquem dourados. Por volta de 30 min.

Depois desligue o forno e deixe-os esfriarem lá dentro mesmo.


Vamos ao creme.

Leve o leite e a baunilha ao fogo até ferver.

Peneire as gemas em um bowl (tamanho médio).

Coloque o açúcar nas gemas e bata (com fuê) até ficar levemente esbranquiçado.

Depois coloque a maisena e a farinha. Bata até incorporar.

O leite já fervido e desligado, jogue metade dele, aos pouquinhos, nas gemas (processo de temperagem) e vá mexendo sem parar.

Depois incorpore esta mistura ao leite da panela e ligue o fogo.

Engrosse, sem parar de mexer, até que o fundo da panela apareça.

Pronto!

Coloque o creme de confeiteiro em um bowl, tampe com um filme plástico colado a ele (isso evita que forme uma nata em torno do creme) e leve a geladeira por 4 horas.


Montagem:

Faça a montagem com três camadas de massa e duas de creme.

Você pode usar um saco de confeitar para colocar o creme em forma de bolinhas.

As frutas podem vir junto com o creme, nas duas camadas, ou podem decorar o topo ou também enfeitar a lateral da sobremesa. Fica a seu critério.

Finalizaremos com as raspas de um limão.


Aproveite esta delícia em uma noite estrelada entre amigos queridos!


Luciana Corrêa – Mixing things with Love


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo